Evolução do doping no esporte

Não é de hoje que o mundo do esporte se depara com o doping.

por Everson Alves

No dicionário o significado de doping é “aplicação ilegal de estimulante em competidor (pessoa ou animal) para lhe aumentar o rendimento”. No esporte refere-se ao uso de drogas para melhorar a performance, deixando-o mais veloz, mais forte, mais resistente. Também é considerado doping o uso de substâncias que mascaram outras formas de doping.

A primeira associação a levar o doping a serio é a IAAF, Associação Internacional de Federações de Atletismo, que mesmo sem muita tecnologia no exame, em 1928, baniu atletas por doping. Em 1966 a FIFA e a União Ciclística Internacional se juntaram à IAAF no combate ao doping, seguidas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

Evolução do doping. (richardmasoner/flickr)

Evolução do doping. (richardmasoner/flickr)

Mas foi com a criação da Agência Mundial Antidoping, (World Anti-Doping Agency) que cada vez maisatletas foram pegos no exame. Em 1968, o COI implantou os testes anti-doping nos Jogos Olímpicos da Cidade do México.

As substâncias mais usadas no doping são os estimulantes, narcóticos, betabloqueadores, hormônios peptídeos, agentes anabólicos e diuréticos. O atleta flagrado no exame tem direito a se explicar, mas se for comprovado o doping ele pode ser punido. A suspensão é a penalidade mais comum e pode variar de três meses a dois anos. Em caso de reincidência, o atleta pode ser excluído do mundo do esporte.

Seja o primeiro a comentar!

Participe, deixe um comentário: