Entrevista Jorge Cerqueira

O ultramaratonista Jorge Cerqueira conta um pouco da sua história

por Everson Alves

Confira a entrevista com o ultramaratonista Jorge Cerqueira.

 

Inicialmente, gostaria de agradecer sua entrevista para o portal Atletx.com.

Atletx – Você pratica esporte desde quando? Como surgiu o esporte na sua vida?

Jorge: Pratico desde 1985, A corrida surgiu na minha vida, quando entrei para o quartel. Mas correr sério mesmo, só a partir de 2001.

Corrida Treino Jorge

Corrida Treino Jorge

Atletx – Você tem um blog, owww.jmaratona.com. De onde surgiu a idéia de compartilhar suas experiências através da internet?

Jorge: A ideia de criar um blog partiu através de uma amiga do Espírito Santo. Em 2005, nascia o meu 1º blog www.flogao.com.br/jmaratona

Só que o sistema era limitado e depois de um certo tempo entrou em manutenção e nunca mais foi o mesmo, daí muitos deixaram de utilizar.

Em agosto de 2007, a jornalista, corredora e blogueira Yara Achoa de São Paulo (www.yaraachoa.zip.net), entrou em contato comigo para fazer uma matéria sobre blog. Em setembro de 2007 saiu a entrevista na Revista Contra-Relógio e também saiu falando sobre outros sistemas que os corredores poderiam criar seus blogs. Eu testei os sistemas e em outubro 2007 nascia o meu 2º Blog, o www.jmaratona.com que escrevo nele até hoje.

Atletx – Como você consegue conciliar os treinos com trabalho e família? Qual a sua rotina de treinamento?

Jorge: Conciliar treinos com trabalho e família não é nada fácil. Dependendo do tipo de prova que eu estou treinando, às vezes acordo às 04 horas da manhã para treinar, termino o treino às 07 horas da manhã e vou para o trabalho. Dependendo do tipo de treino, à tarde também tem treino com corrida ou musculação. A minha sorte é que minha família apoia o que eu faço. A família é a base de tudo.

Atletx – Qual a sua prova inesquecível?

Jorge: Ahh, foi a minha primeira corrida oficial a Meia Maratona Internacional do Rio em 2001, da qual eu nunca mais vou esquecer.

Atletx – Você se recorda de algum fato curioso ou uma situação inusitada que enfrentou durante as competições?

Jorge: Se recordo. Em 2005, quando estava competindo na Meia Maratona Trilheira em Ribeirão Pires – SP, quando faltava menos de 1km para a chegada a organização não colocou staffs para indicar o caminho da chegada. Como a chegada era dentro do SESC e tinha um caminhão na frente da entrada eu não vi a entrada. Pensei que teria que dar a volta para entrar e daí eu continuei correndo. Após alguns instantes, os corredores que já haviam chegado gritaram, dizendo para voltar que a entrada era atrás do caminhão. Com isso perdi alguma posições e perdi o pódio. Fiquei chateado, mas depois ri pacas da situação.

Seja o primeiro a comentar!

Participe, deixe um comentário: