800 metros

Os 800 metros exigem muita tática e disciplina para um ritmo adequado.

por Everson Alves

Os competidores dos 800 metros são conhecidos como meio-fundistas. A prova não é tão veloz como as provas de 100, 200 e 400 metros rasos e também não chega a ser prova de longa distância com os 5.000 metros.

Uma curiosidade dos 800 metros é que a prova foi incluída apenas em 1928 no calendário feminino. Porém, em 1960 foi suspensa por levar as atletas à absoluta exaustão ao final da linha de chegada.

A prova de 800 metros consiste em duas voltas completas na pista de atletismo. Essas duas voltas são palco de inúmeras estratégias de corrida.

Na largada, os atletas são arranjados de modo a compensar a distância percorrida na primeira curva. Após os 100 metros iniciais, os atletas podem desobedecer à linha de suas raias e se colocarem na parte mais interna da pista.

O atleta deve ter um a noção exata do seu ritmo na prova. A principal dificuldade é justamente essa, conseguir manter sua estratégia sem se empolgar ou relaxar demais pela influência dos outros atletas. Uma primeira volta rápida demais pode prejudicar o sprint final. Em uma largada fraca demais, a energia pode sobrar após a linha de chegada dos 800 metros.

Semi-final dos 800 metros.

Semi-final dos 800 metros, Berlim 2009. (André Zehetbauer/wikimedia)

Seja o primeiro a comentar!

Participe, deixe um comentário: