Exames cardíacos: Por que eles são importantes?

Os exames do coração são importantes para avaliação do estado do sistema cardíaco. Aprenda sobre alguns tipos desses exames.

por Everson Alves

Para prevenir doenças cardiovasculares, as pessoas deveriam ter o habito de frequentar o consultório de um cardiologista a cada um ou dois anos e fazer os exames preventivos, que ele indicar, baseado na historia clinica de cada paciente.

Existem exames básicos e alguns sofisticados, que ajudam na investigação de algum problema cardíaco, ajudando o paciente a prevenir, confirmar e acompanhar a evolução de tratamentos cardiovasculares.

Close do coração: veias, artérias, músculos.

Close do coração: veias, artérias, músculos.

Análise de amostras de sangue, identificação de colesterol e de diabetes (fatores de risco para algumas doenças do coração), são exames laboratoriais. Também existem outros testes importantes que ajudam na investigação de doenças cardíacas. Alguns deles são:

» Eletrocardiograma: funciona como um “retrato” do coração, porem não revela todos os problemas e nem a predisposição para doenças, por isso é sempre complementado com o ecocardiograma e com o teste de esforço. Eletrocardiograma é o teste mais antigo.

» Ecocardiografia: mostra a estrutura e o funcionamento do coração, baseado no uso de ultra-som. Este exame serve para a avaliação de pacientes com sopro cardíaco, sintomas de palpitação, síncope, falta de ar, dor torácica, ou portadores de diversas doenças cardíacas como infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca, anomalias congênitas, entre outras.

» Teste de esforço: indicado sempre que há suspeita de problemas nas artérias coronárias. O exame mostra o comportamento do coração. Pessoas que pretendem começar alguma atividade física devem fazer este exame para saber se tem alguma doença congênita que não apresentam riscos em situações normais ou em repouso, mas podem ser fatias em uma corrida, por exemplo.

» Cintilografia: este exame é feito, normalmente, quando há algum problema com o teste de esforço. É um exame sensível, que pode confirmar a falta de circulação sangüínea em alguma parte do coração.

» Ressonância magnética: um exame que mostra a aorta detalhadamente, mostrando se há gordura e de que tipo é. Também mostra o funcionamento do coração e em pacientes enfartados, o tamanho da área lesionada, sendo igualmente útil para planejar cirurgias.

» Cateterismo: exame invasivo. Uma sonda é levada ao coração para avaliar a obstrução, e quando indicado, por meio de uma técnica conhecida por angioplastia, desobstruir a artéria.

» Tomografia das artérias coronárias: avalia a situação das coronárias. Mostra a calcificação, o depósito de gordura e o grau de obstrução das artérias.

Seja o primeiro a comentar!

Participe, deixe um comentário: