Gordura abdominal. Os riscos da gordura abdominal

A gordura abdominal pode ser indicativo de maior risco para doenças cardíacas

por Everson Alves

Sabe aquela gordura abdominal que incomoda? Ela parece inofensiva, mas é prejudicial à saúde. A gordura no abdômen significa maior risco para problemas no coração.

As doenças cardíacas matam 17 milhões de pessoas por ano. Essa gordura fica próxima ao fígado, intestino, rins e pâncreas, os principais órgãos do corpo.

Ela pode ser responsável pela diabetes, pelas doenças cardiovasculares, pela hipertensão, entre outras e pode levar a morte.

Gordura no abdômen. (Shoes on Wires/fllickr)

Gordura no abdômen. (Shoes on Wires/fllickr)

Hoje em dia milhares de pessoas estão acima do peso. A circunferência da cintura pode mostrar os problemas que uma pessoa pode ter. Para medir a circunferência do abdômen posicione a fita métrica entre a borda inferior das costelas e a borda superior do quadril, relaxe e expire no momento de medir. Acima de 80 cm para as mulheres e acima de 94 cm para os homens é sinal de alerta. Essa medida é considerada hoje uma indicação mais precisa do que a massa corpórea, o IMC. (Veja a calculadora de IMC)

A obesidade é responsável por muitas doenças como já citado. Para controlar a obesidade o primeiro tratamento é fazer dieta aliada a exercícios. É recomendada uma caminhada de meia hora diariamente, para reduzir os riscos das doenças cardiovasculares.

Antes de praticar qualquer atividade é importante procurar um medico e fazer uma avaliação.

A gordura no abdômen pode causar diabetes, pois as células da região abdominal são mais ativas e fabricam substâncias que desequilibram o organismo, o fígado fica confuso e fabrica mais glicose. Assim o pâncreas tenta controlar esse excesso, mas não consegue, pois a gordura produz ácidos graxos que impedem a ação da insulina e há um excesso de açúcar no sangue resultando na diabetes tipo II.

Para que esse trabalho ocorra no corpo, os vasos sanguíneos ficam concentrados. A concentração faz a pressão se elevar e o paciente tem também a hipertensão. Pessoas muito gordas podem ter as gorduras circulando nos vasos sanguíneos e pode ser que a gordura se aloje nos vasos gerando um processo inflamatório. Com esse bloqueio pode acontecer os infartos e derrames.

Para que esse trabalho ocorra no corpo, os vasos sanguíneos ficam concentrados. A concentração faz a pressão se elevar e o paciente tem também a hipertensão. Pessoas muito gordas podem ter as gorduras circulando nos vasos sanguíneos e pode ser que a gordura se aloje nos vasos gerando um processo inflamatório. Com esse bloqueio pode acontecer os infartos e derrames.

Cuide da sua saúde e mantenha sua gordura abdominal sob controle.

Seja o primeiro a comentar!

Participe, deixe um comentário: