Femproporex

O femproporex é proibido em alguns países pelos graves efeitos colaterais no uso como inibidor de apetite.

por Everson Alves

O femproporex é mais um medicamento usado como um supressor do apetite para o tratamento da obesidade.

O femproporex é utilizado sem prescrição médica e na maioria das vezes é utilizado em excesso devido a sua capacidade de manter a pessoa acordada. É considerado um medicamento de uso controlado e faz parte da classe das anfetaminas. Essa substância age no cérebro inibindo a fome e tem como neurotransmissor a noradrenalina. Esta droga é utilizada em diversas fórmulas para emagrecer.

Femproporex, inibidor de apetite. (erix!/flickr)

Femproporex, inibidor de apetite. (erix!/flickr)

Por causa dos efeitos colaterais alguns países proibiram a venda deste medicamento, porém outros, como o Brasil, continuam receitando sem maiores problemas. No Brasil, o femproporex é combinado a outros compostos para ajudar na dieta. É considerada uma das drogas mais utilizada, no Brasil, como inibidor de apetite, ao lado da anfepramona, dietilpropiona e sibutramina.

Por causa da eficácia em manter a pessoa acordada por mais tempo, caminhoneiros, utilizam o comprimido para conseguirem trabalhar por mais tempo. E pelo consumo exagerado o femproporex é considerado um medicamento faixa preta, ou seja, só deve ser vendido com prescrição médica.

Ao ingerir essa droga, a pessoa pode apresentar sintomas como boca seca, insônia, irritabilidade, nervosismo, ansiedade, agitação, tremores, náuseas, fadiga, depressão, alucinações, doenças psicóticas e complicações cardiovasculares. Assim, é totalmente contra-indicado para pacientes com distúrbios cardíacos e com pressão alta. O medicamento deve ser utilizado no máximo por quatro meses.

Pela falta de segurança e de dados que provem a sua eficácia, o femproporex nunca foi autorizado nos Estados Unidos. Mas em 2009, o femproporex foi encontrado em alguns produtos. Alguns comprimidos dietéticos vendidos pela internet continham a droga na formula, mas ela não estava presente no rotulo do produto.

A substância está na lista de substâncias proibidas pela Agência Mundial Anti-Doping (site em inglês) e se qualquer atleta for pego com a sustância e o teste der positivo para o femproporex, o atleta está proibido de competir.

Como todo medicamento controlado, o femproporex deve ser utilizado somente com indicação médica.

Seja o primeiro a comentar!

Participe, deixe um comentário: