Tandrilax

Tandrilax, um relaxante muscular.

por Everson Alves

O Tandrilax é um medicamento que age como relaxante muscular esquelético, ele reduz a tensão da musculatura. O Tandrilax é composto por 30 mg de cafeína, 125 mg de carisoprodol, 50 mg de diclofenaco sódico e 300 mg de paracetamol.

A cafeína age como um estimulante do sistema nervoso, ela deixa o cérebro em alerta e ainda tem efeito analgésico. O diclofenaco sódico tem função de analgésico e anti-inflamatório, ele atua diretamente na dor, aliviando-a rapidamente. Outra substância que age como analgésico é o paracetamol, ele também é antipirética.

O Tandrilax é indicado para o tratamento de reumatismo agudo ou crônico, crises de gota, inflamações agudas, processos pós-traumáticos e pós-cirúrgicos, artrite reumatoide e osteoporose. É contra-indicado para pacientes que têm úlcera péptica, sensibilidade a qualquer substância presente na fórmula, distúrbios de coagulação, insuficiência cardíaca, hepática ou renal, pressão alta.

Tandrilax ajuda no relaxamento muscular. (Kiki Tohmé/flickr)

Tandrilax ajuda no relaxamento muscular. (Kiki Tohmé/flickr)

Pacientes com asma, rinite ou urticária também não devem usar o medicamento. E em caso de gravidez logo após o uso ou no meio do tratamento é necessário avisar o médico.

O medicamento é indicado para adultos e quando usado em idoso um médico precisa acompanhar o tratamento, pois os idosos são mais sensíveis ao medicamento. Tandrilax só deve ser utilizado com receita médica. Durante o tratamento com Tandrilax, os pacientes não devem utilizar bebidas alcoólicas.

Quando utilizado por mais de dez dias é preciso fazer um hemograma e provas de função hepática antes e durante o tratamento. Caso o paciente apresente, durante o uso do medicamento, reações alérgicas, febre, cianose ou sangue nas fezes é necessário parar o tratamento e procurar um médico. Cada cartela de Tandrilax tem 30 comprimidos e é indicado um comprimido a cada 20 horas.

O Tandrilax pode causar alguns efeitos colaterais como: distúrbios gastrointestinais, dor epigástrica, úlcera, náuseas, vômitos, diarreia, cefaleia, confusão mental, tonturas, distúrbios de visão, edema, hepatite e pancreatite.

Seja o primeiro a comentar!

Participe, deixe um comentário: