Venlafaxina

A venlafaxina no tratamento de transtornos de ansiedade e depressão.

por Everson Alves

A venlafaxina é mais um medicamento antidepressivo indicado para pacientes que apresentam depressão de grau variável e para aqueles que apresentam transtorno obsessivo-compulsivo. È indicado também para pessoas com ansiedade generalizada e fobia social. Esse novo medicamento tem uma estrutura química diferente da dos tricíclicos clássicos, tetracíclicos e outros agentes antidepressivos conhecidos.

Mas a venlafaxina age como outros antidepressivos conhecidos, como: a fluoxetina, a sertralina e a paroxetina. Só que além de inibir a recaptação da serotonina ela age sobre a noradrenalina e a dopamina. A dose indicada para o inicio do tratamento é de 75mg diários, a cada 8 ou 12 horas, durante as principais refeições.

Caixa de venlafaxina.

Caixa de venlafaxina.

As doses diárias sempre devem ser de 25 a 100mg, assim a venlafaxina é absorvida pelo organismo sem problemas, a absorção não é afetada na presença de alimentos. E nas primeiras 48 horas o organismo elimina na urina 87% da dose administrada. O medicamento é contra-indicado para grávidas, lactantes, hipersensíveis ou alérgicos a venlafaxina.

O medicamento pode causar: náuseas, diarréia, erupções cutâneas, sedação, ganho de peso, anorexia, ansiedade, insônia, sonolência, nervosismo, tontura, nervosismo, confusão mental, cefaléia, disfunção sexual, secura da boca e astenia. Pesquisas mostram que esses sintomas acontecem raramente. Mas é preciso tomar cuidado com a sonolência, então paciente que trabalhem com maquinas ou veículos precisam ficar atento ao usar o remédio. Pessoas com insuficiência renal precisam de uma dose menor.

O medicamento só deve ser usado com prescrição médica. Durante o tratamento com a venlafaxina o paciente não deve ingerir bebidas alcoólicas. Menores de 18 anos não devem utilizar o medicamento venlafaxina e nem pessoas com insuficiência hepática ou renal graves.

Seja o primeiro a comentar!

Participe, deixe um comentário: